Uma falha de segurança do Adobe Flash Player pode afetar usuários dos sistemas Windows XP, 7, 8 e também internautas que navegam via Internet Explorer e Firefox. O erro em xeque é descrito como “vulnerabilidade dia-zero”, pois uma solução não foi até o momento apresentada. As informações são da companhia de segurança online Symantec.

Por meio da brecha, malwares e programas executáveis podem se instalar em máquinas que fazem uso do aplicativo. O erro, descoberto na última quinta-feira (22), pode abrir caminho para o roubo de informações sigilosas através da execução de softwares de terceiros.

Dentre os países mais afetados, destacam-se EUA, Canadá, Reino Unido, Espanha e certas regiões da Oceania – o Brasil, ainda segundo a Symantec, não figura neste primeiro momento dentre as localidades mais suscetíveis aos ataques.

Precaução

A Adobe deverá lançar em breve uma atualização que corrige a vulnerabilidade. Mas usuários do Windows e internautas já podem se precaver contra a falha. O erro atinge o Internet Explorer 6 até o update 10; não se sabe exatamente quais versões do Mozilla Firefox estão sujeitas à brecha. Mantenha, portanto, seus navegadores atualizados e fique atento às atualizações dos softwares bem como aos sites visitados que fazem uso do Flash.

Certifique-se também de manter a base de dados de seu antivírus em dia – nos programas da Symantec, a falha é apontada como “Trojan.Swifi”. Por meio deste link, uma série de aplicativos de proteção a sistemas pode ser consultada. Desativar o Adobe Flash temporariamente é também uma das ações que podem ser executadas enquanto uma solução não é apresentada oficialmente pela Adobe.

Cupons de desconto TecMundo: