A Adobe acaba de lançar uma atualização de emergência para o seu Flash Player. O patch tem por objetivo “tapar” alguns buracos descobertos no sistema — os quais vinham permitindo que hackers lançassem ataques por meio do Firefox. “Essas atualizações visam vulnerabilidades que podem causar travamentos e potencialmente permitir que hackers tomem o controle de sistemas afetados”, consta no site oficial da companhia.

De acordo com a Adobe, as duas vulnerabilidades foram catalogadas como CVE-2013-0643 e CVE-2013-0648. Basicamente, as brechas foram percebidas por hackers, os quais passaram a utilizá-las para persuadir usuários a clicar em links que, por sua vez, redirecionavam para sites com conteúdos maliciosos em Flash. Curiosamente, entretanto, ambas as falhas afetavam apenas o Firefox — e nenhum outro navegador.

Mais de uma ameaça no mesmo mês

A nova atualização liberada pela Adobe surge apenas algumas semanas após a última falha identificada no player. De fato, no último dia 8, hackers encontraram uma brecha que permitia assumir o controle de computadores alheios — tanto por meio de um arquivo malicioso do Microsoft Word quanto por links (mesmo caso da ameaça mais recente).

De qualquer forma, a Adobe não é a única companhia a sofrer com os esforços insidiosos dos hackers. Vale lembrar que também a Oracle precisou distribuir há alguns dias uma série de atualizações emergenciais para o Java. O software continha bugs que davam acesso aos hackers.