A Mozilla revelou hoje, em seu blog oficial, quais foram os maiores avanços do Firefox em 2011 e também quais são os planos para o navegador no ano de 2012. Entre os principais feitos do ano passado, estão a diminuição de memória utilizada e também a chegada do software ao Android, além do aumento da privacidade oferecido.

Para 2012, a Mozilla quer retirar o foco das versões nas atualizações, que foram muito mais frequentes nos últimos tempos – pois a desenvolvedora queria mostrar que, assim como o Chrome, o Firefox também era atualizado frequentemente. Agora, elas serão silenciosas e não vão interferir no funcionamento do browser.

Outra novidade está nos complementos. Para este ano, a Mozilla pretende ampliar a compatibilidade dos add-ons do Firefox para que não seja obrigatória uma remodelagem de todas elas pelos desenvolvedores. Também é pretendido que haja uma sincronização delas, para quem utilizar o navegador em vários dispositivos.

Privacidade, mais privacidade

No começo de fevereiro, o Tecmundo esteve na Campus Party e participou da palestra de Chris Hofmann, o primeiro funcionário da Mozilla. No evento, ele disse que o caminho para uma internet melhor está na privacidade que as empresas oferecem para seus consumidores.

Em 2012, o Firefox deve continuar sendo o mais privado de todos. Há várias opções que podem ser habilitadas pelos internautas, evitando que rastros de navegação sejam captados pelos sites aos quais estão conectados. E é assim que o Mozilla Firefox pretende voltar ao domínio dos navegadores nos próximos anos. 

Cupons de desconto TecMundo: