Adolescentes que têm mais de 300 amigos no Facebook apresentam níveis de estresse mais altos. A conclusão é de uma pesquisa feita pela Universidade de Montreal (Canadá), segundo informa o Huffington Post. Os testes foram realizados junto de 88 jovens com idades entre 12 e 17 anos durante três dias.

Os voluntários responderam a quatro perguntas sobre seus hábitos online e tiveram, ainda, de ceder amostras de cortisol, o hormônio do estresse, aos cientistas. Quantidade de amigos conectados, número de visitas ao site, como os adolescentes se promovem na rede e a forma como eles suportam seus amigos no Facebook foram as questões aplicadas. As amostras de cortisol foram coletadas quatro vezes ao dia no correr da pesquisa.

Os pesquisadores esclarecem que os níveis elevados do hormônio relacionado ao estresse não se devem apenas ao uso do Facebook e à quantidade de amigos engendrados em ambiente online. Puberdade e tarefas ligadas ao cotidiano escolar, por exemplo, contribuem também para a concentração das taxas de cortisol.

“Enquanto outros importantes fatores externos também são responsáveis pelo estresse, o efeito que o Facebook exerce isoladamente sobre o cortisol corresponde a 8%”, afirma Sonia Lupien, autora responsável por conduzir o estudo. Sintomas de depressão não foram identificados pelos pesquisadores. “Alguns estudos demonstram que pode demorar até 11 anos até que uma depressão severa seja desenvolvida por crianças que apresentam níveis elevados de cortisol”, enfatiza Sonia.

Você costuma postar muitas selfies em suas redes sociais? Cuidado, pois, conforme sugere a Universidade de Ohio (EUA), esse hábito pode indicar um comportamento não apenas narcisista, mas também psicopata (saiba mais aqui).

...

Quantos amigos você tem em seu Facebook? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: