O Facebook é bem conhecido por cercar o usuário e mantê-lo o maior tempo possível dentro da rede social. Além disso, ele sempre está envolvido em questões de invasão de privacidade de usuários e coleta de dados. Agora, uma nova tecnologia registrada pela rede de Zuckerberg pode aumentar as garras da companhia.

Em uma patente registrada em janeiro deste ano e aprovada neste mês pelo governo norte-americano (você pode conferir o registro clicando aqui), o Facebook vai incluir um sistema que tem a capacidade de identificar e rastrear fotos produzidas por determinados tipos de câmeras. Ou seja, a rede vai identificar, analisar e rastrear qual gadget você usa para bater as suas fotos.

De acordo com o Facebook, como você pode ler na patente, isso é "benéfico para o sistema de networking entre usuários. Por exemplo, para recomendar conexões em potencial, recomendar eventos e grupos, identificar usuários com mais de uma conta, detectar contas fraudulentas e a afinidade entre usuários". Isso significa que, se você tem duas contas no Facebook (sendo uma fake ou com outro propósito), a rede social vai saber que ambas estão interligadas.

Esse sistema do registro atribui IDs próprias para gadgets utilizando metadados — como pixels e outras definições. Até o momento, você consegue remover os metadados de imagens que foram postadas na rede. Porém, em pouco tempo o Facebook vai ter a capacidade de pegar os dados diretamente de gadgets, sabendo qual é o sensor, qual é a lente e o que mais for necessário. Isso pode ser um pouco assustador se pensarmos nas possibilidades, não?

Você acha que o Facebook viola a sua privacidade? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: