Irmã María Jesús Galán

Irmã María Jesús Galán (Fonte da imagem: Reprodução / Facebook)

A freira María Jesús Galán foi expulsa do monastério de Santo Domingo El Real de Toledo, na Espanha, onde viveu por 35 anos, pelo uso do Facebook em excesso. De acordo com própria página da beata na rede social, a ambição de três quenianas foi o grande motivo para a decisão dos superiores do monastério, acabando com sua carreira ecumênica.

Conhecida como “soror internet”, Galán ficou conhecida na web em maio do ano passado, devido ao seu trabalho na virtualização de documentos da biblioteca da congregação, que contava com mais de 119 livros e mais de 3000 documentos.

Entretanto, os hábitos da freira no Facebook e sua notoriedade trouxeram conflitos com outras freiras do local, culminando na expulsão a “irmã da internet” de sua vocação. O episódio fez com que Galán recebesse apoio em massa dos seus mais de 1700 amigos da rede social, além da criação de uma página especial para mostrar apoio a sua situação.

A católica de 54 anos, entretanto, comenta que “nasceu feliz, vive feliz e irá morrer feliz” apesar de toda a situação. Ela agora mora com a mãe, está procurando emprego e pretende conhecer Londres e Nova Iorque, algo que não seria possível caso ainda estivesse morando no convento.

Cupons de desconto TecMundo: