As pessoas estouraram champanhe e soltaram fogos de artifício e a internet toda celebrou o anúncio do tão almejado botão 'Não Curti' do Facebook.

A opção que todos sonharam por muitos anos finalmente está chegando, mas é bom ir com calma na comemoração, porque parece que ela não vai ser bem o que você imagina.

É bem possível que as pessoas tenham interpretado de forma errada a chegada do botão “Dislike”. Apesar de o CEO do Facebook ter dito que a novidade está chegando, ele deu indícios claros de que a opção não deve ser apenas um “joinha para baixo”.

De acordo com a declaração de Zuckerberg à CNBC, o botão que integrará as postagens deve ser mais uma forma para as pessoas “expressarem empatia”, justamente para evitar a propagação do ódio e a reprovação de conteúdos que para muitos são bem úteis.

“Você não quer passar pela situação de compartilhar um momento que foi importante para você e ter alguém ‘votando negativamente’ na postagem”, comentou Zuckerberg. E ele ainda adiciona que o botão empatia é importante para evitar situações bizarras em que alguém publicou uma notícia triste e há pessoas “curtindo” aquela informação.

Esta história fica ainda mais clara com a notícia recém-publicada no TechCrunch, que sugere a chegada de um botão com emojis que permitirão expressar diferentes formas de reação a um determinado conteúdo. A especulação se dá através de uma patente do Facebook publicada em 2014 (imagem acima), que revela a adição do ícone ao lado do item “Like”.

Com esses pequenos ícones gráficos, a pessoa poderá demonstrar alegria, tristeza, surpresa e outras emoções. Dessa forma, o Facebook poderá dar mais espaço para as pessoas se relacionarem, sem criar um ambiente baseado apenas em dois pesos e, assim, evitar a propagação do ódio. E aí, curtiu a ideia?

Cupons de desconto TecMundo: