Quem acompanha as notícias certamente deve ter se perguntado, em algum momento, os motivos que levaram o Facebook a investir em realidade virtual (vale lembrar, a empresa adquiriu a Oculus Rift no ano passado) e em inteligência artificial. Se você é um dos que integra esse grupo, suas respostas estão a seguir. 

Em uma sessão de perguntas e respostas realizada na última terça-feira (29) no Facebook, Mark Zuckerberg, criador da rede social, mencionou que trabalhar com realidade virtual é importante por se tratar de algo que pode ser a maior plataforma de comunicação depois dos smartphones. 

“Estamos trabalhando com realidade virtual porque acredito que essa será a maior plataforma de computação e comunicação depois dos smartphones. No futuro nós provavelmente continuaremos carregando celulares em nossos bolsos, mas acho que também teremos óculos em nossos rostos que vão nos ajudar ao longo do dia e dar a habilidade de compartilhar nossas experiências com aqueles que amamos de formas completamente novas e imersivas que não são possíveis hoje”, explicou Zuckerberg.

Aliados na navegação 

Já no que diz respeito à inteligência artificial, o criador do Facebook acredita que ela será importante para auxiliar a oferecer serviços mais inteligentes ao usuário e, quem sabe, facilitar a vida daqueles que passam boa parte do tempo diante de um computador. 

“Trabalhamos em inteligência artificial por acreditarmos que sistemas mais inteligentes serão mais úteis. Por exemplo, seria fantástico termos computadores capazes de compreender o significado das mensagens no seu feed de notícias para mostrar mais coisas que o interessam. Da mesma forma, se nós pudéssemos construir computadores capazes de entender o significado de uma imagem e transmitir isso a uma pessoa cega que não pode vê-la, também seria algo fenomenal. Isso tudo está ao nosso alcance, e espero que possamos entregar isso nos próximos 10 anos”, continuou Zuckerberg. 

Por fim, ele também mencionou que está nos planos trabalhar em uma forma de ampliar o acesso à internet com o auxílio do Internet.org, que ele acredita ser capaz de ajudar milhões ou bilhões de pessoas a se conectarem ao restante do mundo.

Cupons de desconto TecMundo: