O Facebook deve deixar um pouco o espaço virtual e se empenhar em fazer diferença no ambiente real em 2015. Isso porque a empresa vai inaugurar no início do ano que vem os seus primeiros laboratórios para dar apoio a empreendedores, e a iniciativa começa aqui no Brasil, especificamente em projetos relacionados aos moradores da comunidade de Heliópolis, em São Paulo.

A iniciativa do laboratório de negócios que será criado em Heliópolis é uma parceria entre Facebook, Sebrae e a associação de moradores da região, a Unas. No local, serão ministrados cursos voltados tanto para quem quer abrir seu próprio empreendimento como para um melhor uso da rede social. Estima-se que 90% dos 210 mil moradores da comunidade tenham um perfil no site, mas que 86% dos comerciantes não criaram uma página no serviço para divulgar seu comércio.

O próprio Facebook levantou, através de pesquisas, que pelo menos 41% dos seus usuários na comunidade pretendem abrir um negócio, o que torna a iniciativa ainda mais importante. “Nós trabalhamos para melhorar a comunidade, e este é um momento de celebração. Não podemos ficar de fora do Facebook e de tecnologias que melhorem nossa vida”, explica Cleide Alves, presidente da Unas.

Esses cursos terão cinco meses de duração, divididos em ciclos de um mês, nos quais os participantes da comunidade terão acesso a treinamentos que trabalham desde marketing, finanças e envolvimento com os consumidores até a criação e gestão de suas páginas no Facebook. Como a empresa entende que nem todos podem fechar seu comércio para assistirem às aulas, também contará com agentes contratados no local para disseminar o conteúdo dos cursos.

Estudantes e startups

A companhia de Mark Zuckerberg também mira outros públicos, como é o caso da parceria com as Casas Taiguara, que deve oferecer um curso de Facebook para Negócios a estudantes da rede pública de ensino no ano que vem. Na página da ONG é possível conferir todos os pré-requisitos para participar do processo seletivo que já está aberto. São 16 vagas para alunos entre 15 e 21 anos que poderão participar de cursos totalmente gratuitos.

A aposta em empreendedores também está de olho em startups nacionais através de um projeto chamado FbStart. Qualquer desenvolvedor que tenha lançado um aplicativo na Google Play ou App Store pode se inscrever na página do serviço. A ideia é que alguns sejam selecionados para receberem treinamento de marketing através do Facebook, além de poderem ganhar créditos para promover suas páginas na rede social.

Cupons de desconto TecMundo: