O Facebook parece estar querendo descentralizar os seus serviços oferecidos na rede social – pelo menos nos dispositivos móveis. Depois da polêmica “separação” do aplicativo de mensagens, ação explicada pelo fundador da empresa e que já possui uma grande aceitação por parte dos usuários, chegou a hora dos Grupos do Facebook ganharem um app novo e separado.

Essa novidade, chamada de Facebook Groups, foi anunciada ontem (18) e já está disponível para Android e iOS. Através deste aplicativo, é possível gerenciar com mais facilidade os grupos aos quais você pertence, além de receber sugestões de acordo com o que você e seus amigos curtem na rede social ou relacionadas à sua localidade.

O app também permite criar grupos com bastante facilidade. Um simples toque no botão com um “+” na parte inferior da tela nos leva para a interface em que podemos escolher um tipo (Família, Melhores Amigos, Classe, Clube, Pais, Suporte ou Personalizado) para o grupo. Em seguida, podemos definir o tipo de privacidade (Secreto, Fechado ou Público) e, por fim, adicionar membros que farão parte dele.

Apesar desse pontapé inicial, a empresa nega que esteja planejando fazer o mesmo que aconteceu com o Messenger, “forçando” os usuários a migrar para o serviço separado. As funcionalidades de grupos ainda poderão ser normalmente gerenciadas pelo aplicativo-padrão do Facebook, além, é claro, da versão para desktop.

E as motivações?

Segundo o próprio Facebook, a motivação para a criação desse aplicativo é facilitar o gerenciamento e a exploração dos grupos pertencentes à rede social. A Creative Labs, empresa responsável por essa leva de apps (é perceptível a semelhança com o Messenger, por exemplo), tentou tornar o uso dos grupos algo mais intuitivo e rápido para os usuários.

De acordo com o Facebook, dos mais de 1 bilhão de usuários, ao menos 700 milhões interagem todos os meses com pelo menos um grupo. Se considerarmos essa margem, pode até fazer sentido a criação de um app separado para cuidar dessa parte da rede social. De qualquer forma, para acalmar aqueles que estão preocupados com o futuro dos grupos nas outras plataformas, a companhia promete “continuar tornando essas experiências mais rápidas e melhores”.

Cupons de desconto TecMundo: