De acordo com o Facebook, a busca por dados confidenciais de seus usuários por parte de agentes de vários governos pelo mundo teve um aumento considerável durante o primeiro semestre de 2014. Em relação ao segundo semestre de 2013, os pedidos de quebra de sigilo — por conta de investigações criminais, por exemplo — mostraram um aumento de 24%.

A empresa revelou que houve 34.946 pedidos dessa natureza durante os primeiros seis meses do ano. Simultaneamente, aumentou também em 19% a quantidade de conteúdos tornados restritos devido a leis locais. “Estamos buscando de forma agressiva um apelo a um tribunal superior para que esses mandados sejam invalidados e para forçar a devolução dos dados confiscados por parte do governo”, disse um representante em postagem para seu blog oficial.

O Google, por sua vez, também relatou em setembro um aumento de 15% no número de pedidos de quebra de sigilo durante o primeiro semestre deste ano. Tomando por base os cinco último anos, entretanto, a gigante afirmou que o aumento foi da ordem dos 150%.

Cupons de desconto TecMundo: