Em resposta a protestos de usuários sobre um estudo comportamental que gerou muitos questionamentos, o Facebook disse que criou “um novo framework” que vai limitar e guiar a forma pela qual pesquisas futuras são conduzidas.

Em seu blog oficial, a rede social afirma que “deu aos pesquisadores diretrizes claras” e que criou um painel interno que vai “revisar projetos”. Veja só o que diz a postagem:

  • Diretrizes: demos aos pesquisadores diretrizes claras. Se o trabalho proposto foca em estudar grupos particulares (como pessoas de uma determinada idade) ou se ele reportar conteúdo que pode ser considerado profundamente pessoal, o processo passará por uma minuciosa revisão antes que a pesquisa possa recomeçar. O trabalho envolve também alguém da comunidade acadêmica;

  • Revisão: criamos um painel que inclui nossos pesquisadores seniores voltados ao assunto, junto com pessoas de nossas equipes de engenharia, pesquisa, jurídica, privacidade e políticas. Todos irão revisar projetos que estejam dentro das diretrizes.

  • Treinamento: incorporamos uma orientação em nossas práticas de pesquisa no programa de seis semanas de treinamento do Facebook chamado “bootcamp”, através do qual novos engenheiros passam e treinam outros para pesquisas. Também incluiremos uma seção de pesquisa no treinamento de privacidade e segurança, algo exigido para qualquer um no Facebook.

  • Site de busca: nossa pesquisa acadêmica publicada está agora disponível em um único local e será atualizada regularmente.

E você, o que achou da pesquisa conduzida pelo Facebook? Não deixe de opinar nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: