Ontem, o Facebook publicou algumas novidades para sua API e, junto com isso, as regras para o uso desse recurso também foram atualizadas. Dessa maneira, qualquer desenvolvedor que utilize a API do Facebook em suas aplicações — em todas as plataformas — não poderá mais pedir que um usuário curta sua página na rede social em troca de algum tipo de bônus ou recompensa.

Essa prática é muito comum principalmente em games, que costumam oferecer moedas do jogo, elementos de personalização e outras vantagens para quem curtir a página no Facebook. A rede social, entretanto, já tinha um mecanismo para identificar quem adotava esse tipo de prática, mas isso não parece o bastante para a empresa de Mark Zuckerberg.

Grátis de verdade?

Além dessa nova regra, a empresa também condiciona o uso da sua API ao fato de o desenvolvedor sinalizar ou não se seu app tem qualquer tipo de cobrança interna. Ou seja, para usar a API, o desenvolvedor precisa deixar bem claro na descrição do app para Facebook ou para outras plataformas que este é um aplicativo que possui cobranças internas, mesmo que elas sejam opcionais para continuar jogando ou usando determinada ferramenta.

O prazo para a adaptação às novas regras da API do Facebook é até 05 de novembro deste ano, 90 dias depois da publicação da atualização nas diretrizes. Caso alguma aplicação permaneça violando essas regras depois da data estipulada, a rede social deve desativar o acesso à API para essa ferramenta em questão.

Se você é um desenvolvedor e utiliza essa API, confira a atualização completa das diretrizes do Facebook para se certificar de que seu app continuará funcionando com a rede social.

Cupons de desconto TecMundo: