(Fonte da imagem: Reprodução/Mashable)

O Facebook também marcou presença durante a Mobile World Congress 2014 — evento que acontece em Barcelona e tem como principal foco as tecnologias voltadas ao mundo dos portáteis. Em uma conferência regida pelo CEO Mark Zuckerberg, a rede social teve divulgados alguns de seus planos para os próximos anos. Também foram revelados alguns detalhes sobre os próximos passos da empresa no mercado.

Entre os principais assuntos abordados estão as plataformas portáteis e os aplicativos voltados às comunicações. Além disso, também foram apresentados termos relacionados ao projeto Internet.org, que pretende levar o acesso à internet para todo o mundo — incluindo locais de pouca rentabilidade para as operadoras de telefonia. Quer saber mais sobre isso? Então fique atento em nosso resumo.

Internet.org

O projeto Internet.org visa levar a internet para países subdesenvolvidos e em desenvolvimento de uma maneira mais eficiente do que acontece atualmente. Zuckerberg sabe que isso não é rentável para as empresas em curto prazo, mas ele pede para que operadoras invistam nesse tipo de mercado para que em médio e longo períodos os novos mercados sejam mais atraentes às empresas de todo o mundo.

(Fonte da imagem: Reprodução/Internet.org)

O CEO do Facebook afirma que parte da estratégia do Internet.org é fazer com que o custo de se manter conectado à rede seja reduzido. Isso fará, no futuro, com que as operadoras tenham clientes fidelizados em países com estrutura de rede muito melhor do que as oferecidas atualmente, além de ampliar as possibilidades de monetização. Zuckerberg deixou bem claro: “diminuir custos para se manter conectado pode aumentar a eficiência da entrega de anúncios”.

WhatsApp

Durante a conferência na MWC, Zuckerberg também mencionou a aquisição do WhatsApp realizada na última semana. No evento, o CEO do Facebook deixou claro que, apesar dos US$ 16 bilhões investidos, o serviço de mensagens instantâneas pode valer muito mais no futuro. Respondendo a questões acerca de novas tentativas de adquirir o Snapchat, ele disse: “Depois de comprar uma companhia por US$ 16 bilhões, você provavelmente para por um tempo!”.

Ele também ressaltou o que já havia sido dito pelo fundador do WhatsApp e confirmou a chegada de um serviço de comunicação por voz para o aplicativo até o final deste ano. Isso significa que o WhatsApp pode passar a concorrer diretamente com o Skype em pouco tempo. Será que ele tem força para se sair melhor do que o concorrente já tão consolidado no mercado internacional?

Espionagem dos Estados Unidos

Mark Zuckerberg também foi questionado acerca dos casos de espionagem digital dos Estados Unidos. Para todos que estavam presentes na conferência, ele voltou a afirmar que o Facebook não colabora para que dados pessoais sejam interceptados por órgãos governamentais. Além disso, o CEO revelou que a responsabilidade de proteger informações é do próprio governo e que houve uma falha crítica nesse sentido.

Cupons de desconto TecMundo: