Facebook irrita, mas também acalma. (Fonte da imagem: Reprodução/Tudibão)

A rede social mais amada nos EUA é também a mais odiada naquele país. Pelo menos é o que revelou uma enquete realizada pela Rebtel com mais de 1,3 mil norte-americanos. De acordo com o estudo, o Facebook é a rede social que tem o maior efeito negativo no humor de 20% dos entrevistados e a que mais causa estresse para outros 20%.

Somando isso, podemos dizer que o Facebook é um verdadeiro sofrimento para 40% dos entrevistados nos Estados Unidos. Ainda assim, a mesma pesquisa revelou que quase 50% das pessoas que responderam ao questionário classificam a rede social como uma grande fonte de bom humor e outras coisas desestressantes.

Afinal, o Facebook é ou não é ruim para as pessoas? De fato, não há como saber. Os resultados, especula-se, se devem ao alto grau de aceitação da rede social no mundo e às diversas ferramentas disponíveis. Por exemplo: 45% por cento dos entrevistados disseram não gostar de serem mencionados em postagens de outras pessoas, o que pode ser um dos causadores do efeito negativo.

Na contramão do Facebook, serviços como LinkedIn, Twitter, YouTube e MySpace causam pouquíssimo estresse. Ainda assim, a rede social que mais anima as pessoas nos EUA é o Pinterest (com 1% de reclamações de estresse), seguido pelo Instagram (com 3%).

Cupons de desconto TecMundo: