(Fonte da imagem: Tecmundo)

Quem acessou o Facebook em seu iPhone ou iPad na última quinta-feira, 23 de agosto, se deparou com uma nova atualização disponível na App Store que deu à rede social um novo visual. No entanto, muito mais do que simplesmente alterar a aparência do aplicativo, a nova versão também traz uma melhoria significativa em seu desempenho.

A grande mudança, na verdade, está no formato com que o serviço passa a funcionar a partir de agora. Até então, a versão para smartphones e tablets do Facebook rodava em  HTML 5, ou seja, uma simples adaptação daquilo que você encontrava nos navegadores. Era por isso que ele era tão lento e apresentava tantos bugs.

Com a versão 5.0, o aplicativo realmente vai funcionar como tal, ou seja, utilizando os recursos do iOS para melhorar seu desempenho. Ao todo, foram seis meses de desenvolvimento para que a equipe de criação chegasse ao resultado liberado ontem. De acordo com o diretor de produto da companhia, Mick Johnson, as principais funções do app ficaram até duas vezes mais rápidas do que na edição anterior.

Johnson ainda ressalta o fato de que, mesmo com o abandono do HTML 5, os usuários não precisarão se adaptar a uma nova interface, já que tudo permanece muito semelhante ao que já era feito. Além disso, ele afirma que elementos de outros aplicativos da companhia, como o Messenger, foram integrados para deixar tudo mais rápido e simples de usar.

E o Android?

Enquanto os donos do iOS já podem compartilhar conteúdos e conferir as novidades de seus amigos com mais agilidade, o pessoal do Android ainda sofre com o HTML 5. E o curioso é que o próprio Facebook sabe que seu aplicativo para o sistema operacional é ruim, tanto que decidiu obrigar seus funcionários a usá-lo.

Calma, não se trata de um castigo ou punição pelo péssimo trabalho. A ideia de Mark Zuckerberg é que os desenvolvedores convivam com o app e percebam seus problemas na prática para que possam ter ideias que realmente ajudem a melhorá-lo.

Fonte: The Verge, Business Insider

Cupons de desconto TecMundo: