(Fonte da imagem: Digital Slander)

Quase 9 entre 10 usuários do Facebook utilizam a rede social para espionar ex-namorados, de acordo com um estudo realizado pela Western University, do Canadá. Veronika Lukács, estudante de mestrado e responsável pela pesquisa, disse que conduziu o estudo para ver como a angústia da separação está relacionada ao uso do Facebook.

Segundo ela, o nível de sofrimento muda bastante com base na quantidade de espionagem que a pessoa faz no perfil do ex-namorado após o término do relacionamento. Veronika irá defender na próxima semana sua tese de mestrado, intitulada "It’s Complicated: Romantic breakups and their aftermath on Facebook" (algo como “É complicado: finais de relacionamentos e suas consequências no Facebook”, em tradução livre).

Resultados

Para sua pesquisa, Veronika analisou o comportamento de pessoas que haviam terminado um relacionamento nos últimos 12 meses. O estudo revelou que 88% dos entrevistados visitavam o perfil de seus ex-namorados, enquanto 80% analisavam o perfil de supostos novos parceiros de seu ex.

Apesar de Veronika achar difícil dizer o porquê, a estudante afirma que quanto maior a fiscalização, maior a aflição. Mas existe uma dúvida: a espionagem torna as pessoas mais angustiadas ou é a angústia que as faz espionar? “Meu palpite é um pouco de ambos”, acredita a universitária.

Segundo o estudo, 48% dos entrevistados continuaram amigos de seus ex-namorados na rede social. Já 70% admitiram que usaram o perfil de um amigo em comum para fuçar o perfil do ex. Confira alguns outros dados interessantes:

  • 64% releram ou analisaram as mensagens antigas de um ex;
  • 52% ficaram com ciúmes de uma foto que um ex postou;
  • 50% apagaram fotografias de um ex de seu perfil;
  • 33% postaram uma letra ou citação sobre o seu ex no status;
  • 31% postaram fotos para fazer ciúmes para um ex.

Fonte: GMA News

Cupons de desconto TecMundo: