(Fonte da imagem: iStock)

As relações entre as pessoas por meio do Facebook estão cada vez mais complexas. Após uma pesquisa revelar que a rede social vem sendo usada cada vez mais em casos de divórcio, um estudo da Universidade Chapman apontou que quanto maior a interação entre dois amigos na rede social, pior é a sensação quando um deles apaga o outro.

Publicado no jornal Computers in Human Behavior, a pesquisa indica também que a maior parte das quebras de amizade do Facebook acontecem por causa de eventos da vida real. Nesse caso, a pessoa fica ainda mais chateada quando foi ela quem iniciou a amizade e pode questionar os motivos para ser aceita na rede social se, mais tarde, o amigo se “livrou” dela.

Entre as causas virtuais de rompimento de amizades estão as visões extremistas, o excesso de mensagens e os comentários cruéis direcionados a outros indivíduos. Apesar da principal causa para quebra de amizades estar no mundo real, tais situações causam um aumento na percepção negativa dos amigos. Nesse caso, basta uma ação “de verdade” para servir de motivo para o fim da relação.

Fonte: Olhar Digital

Cupons de desconto TecMundo: