Para evitar que pessoas façam transmissões ao vivo cujo único intuito é “chamar atenção”, o Facebook decidiu estabelecer novas regras para esse tipo de conteúdo. A partir de agora, a companhia proíbe transmissões feitas “somente por imagens” (o que inclui GIFs) ou que estejam relacionadas a pesquisas sobre objetos inanimados.

Em outras palavras, a companhia quer que seus usuários transmitam o que possa ser interessantes para quem acompanha o feed de notícias. Assim, não é preciso se preocupar com o fim da possibilidade de assistir a vídeos com conteúdos jornalísticos ou àquela festa que seus amigos distantes estão fazendo.

Ao menos em um momento inicial, as gravações que violarem as novas políticas vão ter sua visibilidade reduzida pelos sistemas da rede social. Vale notar que, ao menos no momento atual, vídeos constituídos por “contagens regressivas” para eventos importantes não foram proibidos pela companhia.

As mudanças têm como objetivo permitir que o Facebook tenha mais controle sobre os conteúdos publicados por seus usuários — afinal, a divulgação de crimes ou de imagens de baixa qualidade não são nada agradáveis para anunciantes. Quanto mais capaz a empresa for de oferecer uma plataforma de qualidade, menores as chances de que pessoas (e agências publicitárias) voltem sua atenção para opções como o YouTube ou o Periscope.

Cupons de desconto TecMundo: