A BBC publicou ontem (7) uma reportagem que mostra como o Facebook falha ao remover imagens e vídeos de crianças sexualizadas da rede social. Segundo o relato, existem grupos secretos no Facebook que compartilham imagens e informações entre pedófilos.

De 100 imagens denunciadas, o Facebook removeu apenas 18 delas

Acontece que, quando uma reportagem desse calibre é desenvolvida, normalmente, as empresas são avisadas sobre o que está acontecendo. Então, a BBC enviou ao Facebook as screenshots dos grupos e das imagens que estão rodando na rede social — e tudo seria normal. Contudo, o Facebook comentou que pediu "apenas os links" e, exatamente por isso, reportou os jornalistas da BBC para a polícia (Agência de Crime Nacional do Reino Unido).

"Depois de receber os exemplos de imagens, o Facebook reportou os jornalistas da BBC envolvidos na matéria para a polícia e cancelou os planos de realizar uma entrevista conosco", comentou o veículo na reportagem.

Sobre isso, a resposta do Facebook pode parecer um pouco "esquizofrênica", talvez: "É contra a lei para qualquer pessoa distribuir imagens de exploração infantil".

O Facebook realmente age?

O Facebook possui um botão próprio para os usuários alertarem aos responsáveis da companhia sobre conteúdo ilegal. Contudo, será que ele realmente funciona? A BBC usou o botão para reportar mais de 100 imagens de:

  • Páginas voltadas para homens com interesses sexuais em crianças
  • Crianças e adolescentes em poses sexualizadas e com comentários obscenos
  • Grupos com imagens roubadas de crianças "reais"
  • Screenshots de vídeos de abuso infantil

De 100 imagens denunciadas, o Facebook removeu apenas 18 delas. Segundo a rede social, 82 não "quebravam os padrões da comunidade" — incluindo a screenshot do vídeo.

Para ler a reportagem completa, clique aqui.

Cupons de desconto TecMundo: