Após estabelecer sua plataforma de vídeos própria, o Facebook quer começar a usá-la como forma de fazer dinheiro — tanto para ele mesmo quanto para produtores de conteúdo. Embora nada tenha sido confirmado pela empresa até o momento, fontes ligadas à rede social indicam que um novo sistema de exibição de anúncios publicitários deve passar a funcionar muito em breve.

Segundo informações divulgadas pelo ReCode, o Facebook vai testar um formato que exibe propagandas que interrompem transmissões em sua metade. A intenção é permitir a inserção de anúncios publicitários que serão exibidos para pessoas que dedicarem ao menos 20 segundos à reprodução de um vídeo.

Ao menos em um momento inicial, o Facebook deve ser bastante generoso com seus parceiros, oferecendo 55% de todos os ganhos com publicidade aos produtores de conteúdos nos quais anúncios foram exibidos. Essa fatia é a mesma adotada pelo YouTube, que atualmente domina o mundo das propagandas no segmento de vídeos online.

Benefícios a produtores de conteúdo

A decisão da rede social deve beneficiar não somente a ela como também a produtores de conteúdo, visto que muitos deles finalmente vão ter a chance de lucrar com seus trabalhos. A estratégia da página ainda é um tanto incerta: apesar de o CEO Mark Zuckerberg estimular a produção de conteúdos do tipo, ele se mostra bastante avesso à exibição de propagandas que precedem qualquer tipo de vídeo.

Mark Zuckerberg é conhecido por ser avesso à reprodução de propagandas antes de vídeos

Atualmente já é possível divulgar vídeos produzidos com a ajuda de patrocinadores, algo que só tem beneficiado canais bem estabelecidos. Consultada pelo ReCode, a empresa preferiu não fazer qualquer espécie de declaração sobre o assunto no momento atual — o que não significa necessariamente que não há uma grande mudança prestes a acontecer.

Cupons de desconto TecMundo: