Às vezes, algumas pessoas são capazes de surpreender com atitudes vingativas, e esse foi o caso de Stephani Renae Lawson, moradora de Las Vegas, nos Estados Unidos, que teve problemas com a justiça após criar uma conta no Facebook para pintar um retrato de monstro de seu ex-namorado.

De acordo com informações divulgadas, tudo começou em 2015, quando Stephani fez um perfil falso para divulgar informações que não eram verdadeiras sobre o rapaz; entre elas, o fato de que ele a estava perseguindo, além de a ter sequestrado e batido nela.

Pouco tempo depois ela acabou levando esses dados ao conhecimento das autoridades locais, que convocaram Tyler Parkervest, seu ex-namorado, para depor em 2015. Não satisfeita com tudo que já havia feito, ela acabou preenchendo oito boletins de ocorrência contra ele posteriormente, além de mencionar o perfil do seu antigo companheiro como uma das formas usadas para ameaçá-la a não testemunhar no caso.

Entretanto, ela não contava com um detalhe: uma das fotos utilizadas no processo acabou provando que a história contada por Stephani estava um pouco confusa e, por isso, foi solicitada ao Facebook e à T-Mobile uma abertura dos registros que estavam no telefone dela, bem como das gravações de IP. Confirmadas as suspeitas de que tudo tinha sido forjado, ela foi enviada para a prisão por um ano, após ser acusada pelos crimes de cárcere privado e perjúrio.

Stephani tentou criar uma cena para acusar o ex-namorado, mas acabou sendo presa por suas mentiras

E a questão da conta falsa?

A essa altura, muitos devem estar se perguntando sobre como o Facebook conseguiu comprovar que a conta de Stephani era falsa, e a resposta foi obtida pela equipe do CNET.

Segundo a página (que conseguiu entrar em contato com um representante do Facebook), a rede social possui um time dedicado de funcionários que têm como principal função detectar e bloquear esse tipo de usuário. Além disso, o site conta com um alerta que é enviado quando a equipe descobre uma conta que usa a mesma foto e nome de outra pessoa, que ao receber essa notificação pode relatar se o perfil é verdadeiro ou não.

Entretanto, o CNET também relata que, aparentemente, não é muito difícil criar uma conta falsa no Facebook. O técnico do time de futebol americano Texas Tech, por exemplo, admitiu no começo do ano que a sua comissão fez vários perfis com nomes de garotas para ficar de olho em seus jogadores – indo contra a diretriz da rede social que diz que você não pode “fazer de conta que é alguém ou algo”.

Cupons de desconto TecMundo: