O Facebook está banido na China desde 2009, sendo totalmente proibida a utilização da rede social pelos cidadãos chineses. Nesta semana (sete anos depois do banimento), surgiram informações de que a rede social estaria desenvolvendo uma nova ferramenta capaz de fazer com que a sua utilização voltasse a ser autorizada por lá.

Esta ferramenta seria uma facilitadora da moderação de conteúdos — ou da censura, como preferir chamar. Desta forma, aplicações de terceiros (agências contratadas, por exemplo) poderiam ser usadas para bloquear links e textos que abordassem determinados tópicos ou assuntos determinados pelo governo chinês.

Tudo isso aconteceria antes de ser necessária uma requisição específica do governo. Desta forma, o Facebook poderia ser utilizado sem ferir as determinações moderadoras dos departamentes responsáveis — lembrando que a rede social teria um mercado gigantesco para explorar por lá.

A ferramenta permitiria que os bloqueios acontecessem antes de requisições governamentais

De uma maneira bem resumida: é como se o próprio Facebook permitisse um dispositivo censor em seu código. O que ainda não se sabe é se o Facebook teria negociado algo com o governo chinês ou não — sendo algo que ainda vai ser apresentado para eles.

Será que a China tem interesse em receber o Facebook ou esta atração é unilateral?

Cupons de desconto TecMundo: