O crescimento da quantidade e do consumo de vídeos no Facebook é uma realidade tão marcante que até mesmo a vice-presidente europeia da empresa de Mark Zuckerberg disse prever que o serviço terá apenas conteúdos gravados dentro de 5 anos. Se essa notícia fez você temer pela duração do seu plano de dados 3G e 4G, então pode ficar um pouco mais tranquilo, já que a rede social está prestes começar testes de uma função que eliminará esse risco.

Segundo um comunicado enviado à imprensa, o Facebook tem plano de iniciar já na segunda-feira (11) experimentos com uma opção que permitirá que o público faça o download de vídeos para que possam assisti-los mais tarde, mesmo que estejam offline. Os representantes da rede social destacam a novidade como uma vitória para os produtores de conteúdo, possibilitando que suas gravações alcancem novas audiências e garantam uma ótima experiência de uso.

Para se assegurar de que os downloads não vão abrir espaço para a propagação de pirataria, o Facebook vai atrelar os vídeos baixados ao seu aplicativo, impedindo que eles apareçam na memória dos dispositivos. Além disso, os produtores mais desconfiados podem optar por desativar totalmente a novidade para seus conteúdos e os usuários só poderão baixar gravações originais postados por usuários em suas contas pessoais ou em páginas.

Produtores que desejarem podem desabilitar o download de vídeos por padrão

Bom para todo mundo

“Ouvimos o feedback de quem em mercados como a Índia, dados móveis e conectividade à internet são limitados e muitas pessoas sofrem com experiências ruins com vídeo. Por isso, estamos testando uma opção para que elas baixem vídeos para o Facebook enquanto estivem ligadas a conexões boas, para poderem ver esse conteúdo em qualquer lugar, online ou offline, sem usar mais do seu pacote móvel”, afirmou um representante da rede social ao TechCrunch.

Ao liberar a possibilidade de assistir a vídeos offline, o Facebook ajuda usuários de países como Índia, China e Brasil a se adaptarem ainda mais aos vídeos orgânicos na rede social – permitindo também a inserção de anúncios lucrativos sem que isso pareça fora de lugar. Os representantes da empresa de Zuckerberg ressaltam que, ao menos por enquanto, não será possível baixar vídeos patrocinados.

Cupons de desconto TecMundo: