O Facebook anunciou nesta quarta-feira (29) que vai realizar novos ajustes em seu feed de notícias. A intenção da empresa é dar prioridade a publicações escritas por amigos e familiares, deixando de lado os conteúdos produzidos por grandes publicações e anúncios publicitários.

A mudança é semelhante à feita em abril do ano passado, quando muitos veículos viram seu alcance cair na rede social. Em compensação, o site passou a dar mais espaço para os vídeos produzidos por esse meio, o que gerou uma espécie de compensação (e ajudou a promover a plataforma do próprio Facebook).

A decisão deve ter grande impacto sobre os produtores de conteúdo, visto que o site se tornou uma fonte de acesso importante. Qualquer mudança no algoritmo do feed de notícias impacta não somente no tipo de conteúdo que é visto pelos usuários, mas também na maneira como essas informações são criadas.

Com a mudança, links do TecMundo compartilhados por seus amigos vão ter mais visibilidade do que aqueles que publicamos em nossa página oficial, por exemplo. Em seu blog oficial, o Facebook afirma ter a intenção de prover a melhor curadoria possível para seu 1,09 bilhão de usuários ativos diariamente.

Evolução constante

“Se você pudesse olhar para essas milhares de histórias todo dia e escolher as 10 que eram mais importantes para você, quais seriam elas? A resposta seria nosso Feed de Notícias. É algo subjetivo, pessoal e único — e isso define o espírito do que queremos atingir”, afirma Adam Mosseri, vice-presidente de gerenciamento de produto.

O Facebook promete evoluções constantes para seu feed

Segundo Mosseri, o objetivo desse recurso é informar e entreter, tomando como base cinco valores. Ele explica que a empresa sempre pretende seguir os seguintes preceitos: amigos e familiares vêm primeiro; ser uma plataforma para todas as ideias; não é algo que deve contar histórias falsas, spams e sensacionalismo; você controla o que aparece e isso é algo que deve evoluir com o tempo.

“Não nos cabe decidir sobre quais assuntos o mundo deve conversar”, explica o executivo. “Estamos focados em conectar pessoas e ideias — e combinar pessoas às histórias que elas consideram mais interessantes”, complementa. Segundo ele, o feed está somente “1% concluído”, o que significa que muitas mudanças devem acontecer em um futuro próximo.

Cupons de desconto TecMundo: