Nesta semana, um jornalista americano afirmou que o Facebook estaria ocultando histórias com viés político conservador nos Estados Unidos. De acordo com ele, os algoritmos (ou funcionários) da rede social estariam trabalhando para reduzir a relevância de posts desse tipo — sendo impossível impulsionar qualquer informação conservadora.

Pouco depois, o vice-presidente de Trending Topics da rede social foi a público para dizer que não havia sentido nas acusações. No texto, o executivo afirmava que "o Facebook é uma plataforma para pessoas e perspectivas de todo o espectro político e isso faz com que existam regras para que as equipes de revisão garantam a neutralidade e a consistência".

Agora, quem decidiu falar foi o próprio CEO do Facebook: Mark Zuckerberg. De acordo com o também fundador da rede, não existe qualquer evidência de que esteja acontecendo algum tipo de censura. Ele diz: "Nós levamos esse relato muito a sério e estamos conduzindo uma investigação para garantir a integridade do produto".

Não encontramos evidências de que esse relato seja verdadeiro (Mark Zuckerberg)

Zuckerberg também foi além e disse: "Não encontramos evidências de que esse relato seja verdadeiro. Se encontrarmos qualquer coisa que vá contra nossos princípios, vocês têm o meu compromiso de que vamos tomar todos os passos necessários para neutralizar isso". Você pode conferir o post completo por este link.

Você acha que o Facebook pode estar mesmo censurando conservadores nos EUA? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: