Os Estados Unidos estão passando por um importante momento em sua política, com diversos candidatos à presidência correndo o país atrás de eleitores e fazendo suas promessas para as eleições que acontecerão em breve. Por isso, a acusação contra o Facebook que alega que a rede social está filtrando postagens de certas ideologias políticas veio em uma hora bem ruim.

Por isso, não foram necessárias muitas horas até que Tom Stocky, vice-presidente da área de buscas do Facebook e responsável pela equipe que cuida dos Trending Topics – os assuntos mais discutidos do momento –, se pronunciasse a respeito dos rumores.

O Facebook é uma plataforma para pessoas e perspectivas de todo o espectro político

O executivo fez um longo post afirmando que as alegações são sérias e que são tratadas com prioridade pela empresa, mas, no momento, não existe qualquer evidência de que a manipulação ocorreu de fato. Ele diz que o Facebook é uma plataforma para pessoas e perspectivas de todo o espectro político e isso faz com que existam regras para que as equipes de revisão garantam a neutralidade e a consistência.

Alegação da vez é de que a rede social está filtrando alguns posts de ideologias políticas específicas sobre a corrida presencial nos EUA

Por trás do algoritmo

São essas equipes que trabalham em cima dos dados que são coletados pelo algoritmo do Facebook que sonda os assuntos que estão sendo comentados na rede social e elenca todos como links de tópicos populares. Os funcionários humanos ficam responsáveis por verificar se existe algum tipo de informação falsa no meio do conteúdo coletado para evitar que rumores ou mentiras sejam disseminados.

É nesse processo que Stocky afirma que não há qualquer tipo de manipulação ou censura sobre qualquer veículo ou assunto. Sabendo que as eleições norte-americanas são um dos assuntos mais falados na rede social, o executivo disse que existe um incentivo para que as discussões sejam motivadas de todos os lados, sem qualquer tipo de favorecimento ou discriminação – uma atitude que pode resultar na demissão dos funcionários, que têm suas atividades monitoradas e revisadas.

Não é a primeira vez

Stocky aproveitou para lembrar de outras situações que resultaram em alegações parecidas de que o Facebook manipula os assuntos mais comentados. Quando a tag #BlackLivesMatter, criada como uma forma de protestar contra a assentuada violência policial contra a comunidade negra nos Estados Unidos, apareceu nos Trending Topics, algumas pessoas sugeriram que a rede social "forçou" sua popularização.

O único tipo de ação que a equipe de revisão pode fazer é unir tópicos comuns sob a mesma tag, como foi o caso recente do #maythefourthbewithyou, uma espécie de data comemorativa para os fãs da série Star Wars, que tinha várias entradas similares que foram unificadas sob um mesmo registro na lista de Trending Topics.

O VP concluiu sua mensagem explicando que as orientações de revisão de assuntos populares estão sendo revistas frequentemente em busca de melhorias. Além disso, questões a respeito do funcionamento do sistema serão sempre consideradas para ligar as pessoas com histórias e assuntos mais interessantes para elas, de forma neutra e eficiente, como sempre aconteceu.

O que você achou das alegações de que o Facebook manipula os Trending Topics? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: