Facebook ainda não é a internet inteira: 28% das pessoas não confiam nele

1 min de leitura
Imagem de: Facebook ainda não é a internet inteira: 28% das pessoas não confiam nele
Avatar do autor

A internet impera como principal meio de comunicação e disseminação rápida de informações. Nesse contexto, as redes sociais exercem um papel de suma importância, e o Facebook é o líder de audiência. Mas não se engane: o serviço ainda está longe de dominar todos os cantos da internet (se é que essa foi, algum dia, a intenção da equipe). Uma pesquisa aponta que 28% dos usuários não confiam na segurança de seus dados no Facebook “de jeito nenhum”.

O estudo foi levantado pelo Huffington Post em parceria com a YouGov e, pelo que podemos constatar ali, parece que o Facebook ainda tem muito trabalho pela frente – e nós também, naturalmente. Exatamente 28% das 1 mil pessoas que responderam à pesquisa, realizada entre os dias 22 e 25 deste mês, afirmaram que “não confiam de jeito nenhum” os seus dados ao Facebook.

Antes que se pense em alguma teoria conspiratória sobre o levantamento em si – coisas como "tem gente da Google ou da concorrência aí" –, basta checar a porcentagem de pessoas que “não confiam tanto” no Facebook: 34%.

Facebook é utilizado por pessoas do mundo inteiro, mas sua segurança ainda é questionada

Ainda temos 62% para alcançar a totalidade dos 100%, certo? Pois bem: 32% disseram que “até que confiam” no Facebook; outros 3% se disseram “incertos” com relação à segurança de dados da rede social de Mark Zuckerberg; enquanto, por fim, uma discreta fatia de 3% disse que “confia muito”. Um número substancialmente baixo, dada a relevância do Facebook em escala mundial.

Tanto que a rede social, de acordo com o CNET, não fez qualquer comentário até o momento. Fica claro que a pesquisa, bem como era de se esperar, não foi exatamente digestiva para a equipe por trás da rede social. “A pesquisa incluiu 788 usuários do Facebook em entrevistas conduzidas com 1 mil pessoas. O Huffington Post fez uma parceria com a YouGov para tal. Muitas pesquisas apresentam uma margem de erro que pode representar erros”, explica o site.

E você, também acredita que seus dados não estão seguros no Facebook ou confia plenamente na rede social de Mark Zuckerberg? Comente no Fórum do TecMundo.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Facebook ainda não é a internet inteira: 28% das pessoas não confiam nele