O Facebook anunciou uma nova proposta para aumentar a oferta de conteúdo no formato 360 graus. O Surround 360, revelado durante a edição 2016 do F8 – evento da rede social voltado para os desenvolvedores –, é um dispositivo que reúne 17 lentes 3D e com capacidade de realidade virtual que é muito parecido com uma nave espacial. De acordo com o Facebook, esse sistema vai exigir praticamente zero de trabalho de pós-produção, diferente do que acontece com alguns dispositivos do segmento.

Porém, ao contrário do que muitos podem estar pensando, o Facebook não pretende embarcar diretamente no mercado de câmeras. A partir do segundo semestre, a rede social vai liberar o projeto do Surround 360 – o que inclui o design do hardware e os algoritmos – no Github, permitindo que qualquer um baixe e explore as entranhas dessa iniciativa.

Surround 360, a câmera do Facebook que tem código aberto e grava em 360 graus

Briga das câmeras

"Nós não temos a ambição de entrar no mercado de câmeras, mas percebemos que não há uma boa referência para esse tipo de dispositivo", disse Chris Fox, produtor executivo de produtos no Facebook. De acordo com o executivo, quatro aspectos se sobressaem quando consideramos o projeto do Surround 360:

  • Gravação de alta qualidade: as 17 câmeras de 4 megapixels serão capazes de tirar fotos em 4K, 6K e até mesmo 8K, gerando arquivos que superam facilmente a marca de 30 gigabits por segundo que serão transmitidos para um HD através de cabos USB. A câmera no topo e os dois sensores na base garantirão que tudo ao redor será capturado.
  • Durabilidade: a intenção é de que a carcaça de alumínio possa ser facilmente montada e desmontada, permitindo ao Surround 360 sobreviver em condições extremas, como o deserto, e capturar imagens por várias horas mesmo sob altas temperaturas.
  • Portabilidade: o Surround 360 foi desenhado para permitir o transporte facilitado, o que também considera o design circular que pode ser facilmente movimentado por aí.
  • Quase zero de trabalho pós-produção: usando um mecanismo de travamento de geolocalização para todas as lentes, o software terá muito menos trabalho para juntar todas as partes gravadas e reduzirá consideravelmente o esforço exigido para tratar o resultado.

O resultado é um dispositivo que simplifica a captura de imagens e vídeos em 360 graus e realidade virtual, permitindo ainda que o conteúdo gravado tenha altíssima qualidade. Durante o F8, o Facebook demonstrou alguns exemplos de projetos produzidos pelo Surround 360, o que ressalta a beleza dos produtos finais dessa câmera.

Nós não temos a ambição de entrar no mercado de câmeras, mas percebemos que não há uma boa referência para esse tipo de dispositivo

No final das contas, o objetivo final da rede social é popularizar de uma vez por todas conteúdos em formatos 360 graus e em realidade virtual. Porém, o preço total do Surround 360 pode ser bastante salgado para os consumidores. Segundo o próprio Facebook, todas as partes desse dispositivo poderão ser adquiridas por US$ 30 mil, ou aproximadamente R$ 105 mil em conversão direta na cotação atual.

Você acha que as câmeras que gravam em 360 graus vão vingar no mercado? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: