Facebook está começando a se movimentar para se adequar a novas regras de pagamentos de impostos no Reino Unido. A empresa agora deve processar todas as transações de vendas de anúncios para grandes empresas britânicas através de sua sede no país, em vez de levar tudo para a Irlanda, como era de costume.

Com isso, a rede social vai pagar uma quantidade significativamente maior de impostos, na casa das milhões de libras a mais, uma vez que as taxas no Reino Unido são bem maiores que na Irlanda. Ao que parece, o Facebook estaria fazendo essa mudança por si só, sem ser forçado pelo governo britânico. Contudo, a companhia pode ter sido encorajada por conta do “caso Google”.

25%

O governo do Reino Unido criou uma nova regra de cobrança de impostos para a venda de anúncios por empresas de internet focada na Google, que também processava todos os pagamentos de vendas para empresas britânicas fora do Reino Unido para evitar impostos. Agora, a regra prevê uma multa automática proporcional de 25% de todos os valores que forem processados inadequadamente.

Ou seja, a empresa que vender anúncios para companhias britânicas e processar as transações fora do Reino Unido terá que pagar 25% do total da transação ao governo como penalidade pela irregularidade. A taxa normal é bem menor e variável. Para evitar sofrer a mesma pressão que sofreu a Google, o Facebook resolveu se adequar às novas normas.

Só para os grandes

Contudo, a nova regra só deve valer para grandes negócios de publicidade firmados diretamente com os clientes. Isso quer dizer que pequenos anunciantes poderão continuar comprando anúncios do Facebook pela plataforma online em pequenos lotes sem ter nenhuma cobrança extra.

Será que o Brasil também deveria obrigar Google e Facebook a pagar mais impostos sobre a venda de anúncios por aqui? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: