A NASA publicou na última quinta-feira (8) um documento em que lista os passos que considera necessários para tornar possível a exploração de Marte. O plano, intitulado “NASA’s Journey to Mars: Pioneering Next Steps in Space Exploration” compreende desde o estudo extensivo do planeta até as etapas necessárias para enviar humanos até sua superfície.

Atualmente, a agência espacial norte-americana está conduzindo uma série a partir da Estação Internacional Espacial para descobrir como missões de longo prazo afetam o organismo humano. A próxima fase para chegar à Marte, chamada de “Proving Ground”, vai envolver o uso prático de novas tecnologias para descobrir como elas se comportam em condições reais.

Entre as ações previstas para essa fase está o primeiro voo conjunto entre a SLS e a Orion, que está marcada para 2018, e a missão Asteroid Redirect Robotic, que deve acontecer em 2020. A última delas tem o objetivo de retirar um pedaço de asteroide em órbita lunar, o que permitira testar novas tecnologias como a Propulsão Elétrica Solar que a NASA pretende usar em missões futuras envolvendo o planeta marciano.

O estágio final da missão, chamada de “Earth Independent” envolve o envio de astronautas às luas de Marte antes de a superfície do astro ser explorada diretamente. Ainda sem data planejada, essa fase depende da crença da agência espacial de que a humanidade vai desenvolver a tecnologia necessária para humanos viverem em Marte, retirando de lá recursos como água, oxigênio e combustível.

Cupons de desconto TecMundo: