Em boa parte das explorações espaciais, o homem sempre realizou as principais pesquisas na superfície dos planetas. Porém, ao perceber a presença de algumas plumas de vapor de água na lua Europa (órbita de Júpiter), os pesquisadores da NASA começaram a considerar a presença de vida extraterrestre que possivelmente está escondida sob a crosta congelada.

Para que esta teoria seja provada, foi criada a sonda VALKYRIE. A ideia deste projeto é encontrar uma forma eficiente de realizar escavações no gelo em busca de qualquer material que indique algum sinal de vida nos vastos oceanos de Europa. O protótipo atualmente está em fase de testes no Alasca e passa por constantes modificações para garantir o funcionamento adequado de todo o equipamento.

Funcionamento

O conceito de funcionamento do VALKYRIE consiste em sugar toda a água congelada, aquecê-la em seu interior e devolver o líquido quente para facilitar o processo de escavação. Nos últimos testes, o protótipo conseguiu penetrar cerca de três metros de gelo por hora, mas espera-se que esta performance seja melhorada em futuras alterações.

A fonte de energia que será utilizada para assegurar o funcionamento da sonda em Europa será a nuclear. Entretanto, este tipo de teste não pode ser feito no mar congelado do Alasca devido a acordos de paz que proíbem o uso deste método. Para garantir que os testes não fossem prejudicados por esta limitação, os pesquisadores optaram pela implementação de um sistema de alimentação via fibra ótica, utilizando um laser de 5 mil watts.

Assim que VALKYRIE ultrapassar a espessa camada de gelo, um conjunto de pequenos robôs será liberado da estrutura principal e iniciará a coleta de qualquer tipo de material suspeito. Caso esteja interessado em ver o diagrama que mostra a estrutura deste engenhoso aparelho, acesse este link. A conclusão deste projeto e a sua execução não possuem nenhuma previsão, podendo levar ainda muitos anos para ocorrer.

Cupons de desconto TecMundo: