(Fonte da imagem: Reprodução/Novosti Kosmonavtiki)

Entre as décadas de 50 e 70, a corrida espacial entre os EUA e a antiga União Soviética ajudou a desenvolver diversas tecnologias. Contudo, nem todos os projetos que buscavam levar o homem à Lua tiveram sucesso.

Uma das maiores frustrações da URSS foi o foguete N1, que, entre várias tentativas de lançamento, explodiu alguns segundos depois de deixar o solo. Alguns especialistas dizem que essa espaçonave ocasionou a maior explosão não nuclear de toda a história.

O site Oobject encontrou diversas imagens e um vídeo dos projetos, alguns com visuais bizarros, que determinaram a derrota da União Soviética na disputa pelo primeiro passo em nosso satélite natural. Você confere as fotos desse programa espacial, em sua respectiva ordenação, na galeria de imagens no final do texto.

1. Vídeo com a preparação e a explosão do foguete N1.

2. Uma das cinco sondas lunares LK restantes do projeto N1.

3. Estrutura com os 30 motores NK-15 que impulsionaram a espaçonave N1.

4. Fotos de dois foguetes N1 na plataforma de lançamento.

(Fonte da imagem: Reprodução/USSR)

5. Apresentação da sonda lunar soviética LK (Lunniy Korabl).

6. Desenho técnico do Soyuz 7K-L3, a parte do N1 que levaria os cosmonautas a circular a órbita da Lua.

7. Krechet: o traje lunar soviético.

(Fonte da imagem: Henristosch/Wikimedia Commons)

8. Comparação entre o foguete Saturn V (à esquerda), dos EUA, e a espaçonave N1, da URSS.

9. Motor NK-33, a única parte sobrevivente do programa N1.

10. Partes da espaçonave N1 que permanecem em um parquinho de Baikonur, no Cazaquistão.

Fonte: Oobject

Cupons de desconto TecMundo: