Não deve ser novidade para ninguém saber que a NASA quer estudar mais da superfície da Lua – afinal, isso é basicamente para que o órgão surgiu. Agora, ela está em busca da ajuda de fora para ideias e conceitos de equipamentos que possam ser enviados em breve para a superfície de nosso satélite, que serão enviados para lá entre 2017 e 2020 através de exploradores lunares desenvolvidos por companhias privadas norte-americanas.

Em seu pedido por informações oficial, o órgão explicou que os conceitos enviados a elas devem levar em consideração as limitações de um pequeno equipamento, bem como pensar na adição de instrumentos que possam ajudar na compreensão da superfície lunar. A NASA também explica que o projeto deve ter como foco um produto que possa ter seu custo pesadamente dividido entre o órgão e o provedor do equipamento.

O pedido de informações reflete o interesse da NASA em melhorar nossa compreensão do potencial da Lua para exploração

“Há muitos saltos na Jornada para Marte, e embora nós tenhamos coletado uma grande quantidade de informação através das décadas sobre a Lua das primeiras sondas robóticas, das missões Apollo e mais recentemente de naves espaciais como a Lunar Reconnaissance Orbiter e outras pela NASA e a comunidade internacional, ainda há muito mais que nós precisamos aprender”, explicou William Gerstenmaier, administrador associado do órgão para operações e exploração humana.

Ele ainda continua, vale notar: “O pedido de informações reflete o interesse da NASA em melhorar nossa compreensão do potencial da Lua para exploração, e alavancar o setor de investimentos privados em companhias espaciais comerciais para nos ajudar a fazê-lo.”

Aqueles interessados em ajudar a NASA, por sua vez, têm até o dia 9 de dezembro deste ano para enviar seus conceitos.

Cupons de desconto TecMundo: