A China iniciou hoje a missão tripulada mais longa já feita pela agência espacial chinesa: dois astronautas vão passar um mês no laboratório espacial Tiangong 2, também conhecido como "Heavenly Palace 2".

De acordo com a Reuters, a viagem faz parte de um plano maior: até 2022, a China pretende contar com uma estação espacial tripulada permanentemente.

O foguete Shenzhou 11 foi lançado nesta manhã (17) de Jiuquan, no deserto de Gobi. A mídia local confirmou a informação de que essa viagem será a mais longa já feita por astronautas chineses. "Nós vamos viajar ao espaço para perseguir o sonho espacial da nação chinesa", comentou Fan Changlong, membro diretor da Comissão Centra Militar da China.

Os astronautas que vão passar um mês "nas estrelas" são Jing Haipeng e Chen Dong

Os astronautas que vão passar um mês "nas estrelas" são Jing Haipeng e Chen Dong. "Com toda a ciência e treinamento rigoroso, preparação discreta e muita experiência acumulada de missões anteriores, vocês irão cumprir uma tarefa gloriosa e dura... Nós desejamos sucesso e esperamos uma volta triunfante", desejou Fan aos astronautas.

Xi Jinping, presidente da China, comentou que o avanço do programa espacial chinês é uma das prioridades em seu governo, principal para o país se estabelecer como uma potência espacial, ao lado da NASA e da ESA. Ainda, o governo chinês insiste que o programa é voltada para "práticas de paz".

Jing Haipeng e Chen Dong

O primeiro e principal módulo para a base espacial que deverá ser tripulada permanentemente será lançado em 2018, de acordo com a Reuters.

Cupons de desconto TecMundo: