A Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) acaba de anunciar seus planos para uma empreitada bastante ambiciosa. Segundo eles, o órgão quer construir estruturas aptas para nossa moradia em Marte e na Lua, e pretende utilizar fazer isso em um futuro próximo com uma “ajudinha” robótica.

O projeto será feito em conjunto com a companhia de construção Kajima, que já possui experiência em sistemas de construção autônoma com sua tecnologia A4CSEL – um sistema que controla múltiplas máquinas usando apenas tablets. Junto deles temos também a empresa Taguchi, que vai ficar responsável de desenvolver um maquinário leve capaz de ser carregado facilmente no espaço.

Um dos pontos mais importantes do processo é que, para aumentar a eficiência de trabalho dos autômatos, a Kajima tem como objetivo adicionar aos robôs um sistema que permita a eles comunicarem entre si. Isso, por sua vez, vai permitir a eles evitarem colisões uns com os outros e desviarem de outros aparelhos, bem como evitarem a repetição de uma tarefa.

O sistema desenvolvido pela Kajima vai pedir um mínimo de esforço da parte humana

Não adianta se animar demais com esse projeto, no entanto. Isso porque, segundo o Nikkei Asian Review, a JAXA prevê que essas máquinas, capazes de construir habitats para até seis pessoas, entrem em operação na Lua só em 2030; já para Marte, não espere ver isso ocorrer antes de 2040.

Cupons de desconto TecMundo: