De acordo com o depoimento dado por um oficial de inteligência norte-americano anônimo ao jornal NBC News, a China tem espionado correspondências eletrônicas de diversos membros de alto escalão do governo Obama pelo menos desde abril de 2010.

Como prova, o oficial apresentou um documento secreto redigido em 2014 pela Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês), que reconhece o vazamento de informações. Para se referir ao assunto de maneira sigilosa, os membros da NSA utilizavam o codinome Dancing Panda (panda dançante), que posteriormente foi substituído por Legion Amethyst (Legião Ametista).

O documento reconhece que a espionagem ainda acontecia até o ano passado, mas o oficial de inteligência que divulgou as informações para o jornal garante que mesmo agora isso continua acontecendo. Os chineses têm monitorado contas de email pessoais apenas, uma vez que os endereços gerenciados pelo governo americano possuem uma melhor defesa. Ainda assim, informações confidenciais podem ter caído nas mãos dos espiões.

Essa notícia pode ser particularmente preocupante para a candidata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton. Foi divulgado recentemente que ela utilizou apenas uma conta de email pessoal enquanto serviu como Secretária de Estado do atual presidente americano, entre 2009 e 2013. Isso quer dizer que, muito provavelmente todas as comunicações enviadas e recebidas por ela enquanto ocupava um dos cargos mais importantes daquele país são de conhecimento dos espiões chineses.

Cupons de desconto TecMundo: