AmpliarAcompanhantes dos alvos são identificados a cada "troca de torre" (Fonte da imagem: Reprodução/The Washington Post)

Os escândalos de espionagem internacional feita pela agência de segurança interna dos EUA, a NSA, não acabaram com os dados vazados por Edward Snowden. De acordo com informações do The Washington Post, há provas de que a NSA consegue rastrear a localização de até 5 bilhões de pessoas em qualquer parte do mundo por dia. Isso seria possível utilizando o sinal de celular de seus alvos para triangular as rotas.

Não ficou claro o grau de precisão que a agência consegue ter na localização de pessoas usando apenas o sinal celular. Ainda assim, é possível perceber que sistema de GPS dos aparelhos não é necessariamente utilizado, mas sim os locais das torres de transmissão em que os dispositivos das pessoas estão conectados durante o dia.

De acordo com o periódico norte-americano, essas informações foram obtidas de um funcionário anônimo da agência. Ele ainda insistia em dizer que essa quantidade enorme de pessoas rastreadas se deve ao fato de que, quando algum alvo é localizado, todos os celulares da sua região também são analisados. Com isso, é possível descobrir quem sempre anda com a pessoa em questão ou pelo menos a encontra em determinadas localidades. Demais usuários não teriam suas informações xeretadas mais a fundo.

O jornal ainda especifica que o uso de números descartáveis só aumenta o interesse da agência em cima de indivíduos suspeitos. Há relatos também de que a estrutura de armazenamento de dados de espionagem dos EUA está ficando sobrecarregada e, por isso, deve ser atualizada. Atualmente, a estimativa é de que o país guarde até 27 terabytes de dados para cada alvo rastreado.

Cupons de desconto TecMundo: