Acabou a farra, rapaziada. Chega de acordar depois do meio-dia, ficar no Facebook o dia inteiro e depois passar a madrugada toda jogando video game. Quem é estudante sabe que essa época do ano é marcada por um acontecimento bastante importante e que deixa algumas pessoas muito tristes: a volta às aulas.

Mas por que esse processo precisa ser um verdadeiro pesadelo? Por que não encará-lo com seriedade e ter em mente que estudar pode transformar a sua vida e fazer com que você tenha um futuro mais confortável (ou até mesmo promissor)? É, falar é fácil... Porém, é exatamente por isso que não estamos aqui apenas para “dar a bronca”, mas sim sugerir algumas armas para fazer da volta às aulas algo menos “doloroso”.

Mãozinha da tecnologia

E quem melhor do que a nossa amiga tecnologia para nos ajudar a transformar o retorno às aulas em algo mais agradável? Afinal, ela já nos permitiu utilizar métodos nada convencionais para viagens no tempo, conhecer as belas assistentes pessoais dos smartphones e construir a gigantesca NZN Tower, o quartel-general do Grupo NZN, a partir de onde redigimos e ilustramos esta matéria. Vamos às armas, estudantes?

1. Despertador que usa descargas elétricas

Um dos verdadeiros desafios dos alunos – principalmente aqueles que cumprem a jornada durante o período da manhã – é acorda cedo. Ô coisinha difícil de fazer. Por mais que você tenha ido para a cama bem cedo, levantar às 6h30 (ou qualquer horário que seja antes do meio-dia) sempre vai ser uma tortura, principalmente se estiver frio e se sua cama estiver quentinha.

Quero ver você não acordar assim.

Mas uma solução tecnológica pode por fim aos “só mais cinco minutinhos” que todos usam como desculpa. Um despertador, cujos tradicionais braços elétricos gigantes estão conectados na cama, é capaz de dar descargas de energia suficientes para levantar até o Frankenstein. E o melhor de tudo? O aparelho pode ser acionado remotamente, uma solução perfeita para as mães que querem forçar os filhos a despertarem do sono profundo. E não, não adianta dormir com roupas de borracha.

2. Mochila Hi-Tech

Acordou atrasado (e com descargas elétricas) e não deu tempo de recarregar o celular? Se você tiver uma Mochila Hi-Tech alimentada por fusão nuclear, não há como que se preocupar! Afinal, se o processo é capaz de criar uma bomba atômica forte o suficiente para dizimar uma cidade inteira, é provável que ele produza energia bastante para carregar o seu tijolão de bolso.

Mochila Hi-Tech: quem não quer?

A Mochila Hi-Tech ainda conta com outros recursos extras. Além de ser indestrutível e à prova de água e fogo, esse item também possui um cooler para refrigeração de bebidas, compartimento para aquecimento de marmitas, suporte para até três sabres de luz, triturador de papel, purificador de água, bolsos extras para guardar óculos de realidade virtual e até um espaço para carregar notebooks de até 15,6 polegadas.

3. Streaming das aulas

Se nem as descargas elétricas foram suficientes para te tirar da cama no horário e já está tarde demais para você correr para o ponto de ônibus, saiba que algumas instituições de ensino já estão adotando a transmissão das aulas através da internet. Chamada de EPS – Ensino por Streaming –, essa metodologia tem se mostrado muito eficiente em alguns países escandinavos, resultando nos bons índices nos níveis de educação daquela região.

"Não deixe o seu cachorro solto, professor".

Caso você tenha a Mochila Hi-Tech, pode usar o projetor integrado (do qual nos esquecemos de falar) para assistir às aulas em qualquer lugar. A única desvantagem do EPS é a perda de privacidade de quem está transmitindo as aulas. Mas esse, infelizmente, não é um problema nosso. “Ninguém mandou deixar o seu cachorro solto, querido professor”.

4. Holograma contra o bullying

Outro pesadelo dos estudantes que voltam às aulas nesse período do ano são os casos de bullying, mas a tecnologia também deu um jeito para esse mal que assola milhares de jovens no mundo todo. Através de um dispositivo que gera hologramas corpóreos e assustadores, os valentões não vão querer nem chegar perto dos menos favorecidos.

Assustando os valentões.

Há diversas versões desse aparelho gerador de hologramas. Você pode escolher projetar figuras clássicas dos games, como o Nemesis (Resident Evil 3), o Pyramid Head (Silent Hill) ou o Slender Man (Slender: The Eight Pages), dos filmes, como Freddy Krueger (“A Hora do Pesadelo”), Alien (“Alien, o Oitavo Passageiro”), Chucky (“Boneco Assassino”) e até mesmo o Fofão e o Bozo, personagens muito assustadores da televisão brasileira.

5. Aulas com uma mãozinha da tecnologia

Já faz tempo que a tecnologia promete revolucionar a educação, mas, além do EPS, ainda não vimos nada demais sendo empregado para ajudar no ensino dos alunos. No entanto, garantimos que as coisas estão prestes a mudar de figura. Com a adoção maciça de alguns recursos tecnológicos, os estudantes vão poder maximizar ainda mais o seu aprendizado.

Aula de artes com tinta e pincel? Nunca mais!

Algumas instituições (aquelas mesmas que usam o EPS) já estão começando a usar o Photoshop em aulas de artes para criar verdadeiras obras-primas nas escolas. Além disso, outras instituições também estão abandonando o ábaco e recorrendo às assistentes pessoais para fazer cálculos complexos de matemática, física e química. Dessa forma, estudar fica muito mais fácil e prático, sem contar os resultados impressionantes que os alunos estão produzindo.

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e no TecMundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores dos sites. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Ilustrações por: Aline Sentone

Cupons de desconto TecMundo: