O dia das crianças está aí e nada melhor do que comemorar a data com uma lista de presentes para os juvenis. Afinal, são eles que nos proporcionam momentos hilários com suas pérolas e frases, algumas vezes, sem sentido.

Obviamente, nem todas as crianças são assim, e um bom exemplo é essa menina prodígio que, aos sete anos, já desenvolve jogos mobile sozinha. Ou esse garoto que, com 12 anos idade, foi contratado pela Google como programador. Para essas crianças, o melhor mesmo é comprar roupas.

Exemplo de crianças prodígio: menina que já programa sozinho e garoto que foi contratado pela Google

Mas a lista que criaremos aqui não será nem um pouco convencional. Em vez de selecionarmos os presentes que você pode dar a uma criança, nós escolhemos aqueles que os pequenos provavelmente não gostariam de ganhar.

Os motivos? Provavelmente são diversos, mas o principal deles é a atual geração em que eles se encontram. Quem é adulto, hoje, pode ter uma concepção totalmente diferente do que é um presente para criança.

É relativamente raro ver as crianças se divertindo com aqueles objetos que fizeram parte da infância de quem nasceu nas décadas de 50, 60, 70, 80 e 90 (se você nasceu antes disso, PARABÉNS! Talvez você seja o leitor mais velho do TecMundo). E não é difícil entender por que há tanta diferença entre os pequenos de hoje e os de antigamente.

A tecnologia evoluiu muito nos últimos anos e alguns produtos não existiam nem na imaginação das pessoas de algumas décadas atrás. Portanto, se você é um adulto, prepare-se para "derramar lágrimas" com objetos realmente nostálgicos. Agora, se você ainda é uma criança, mostre este texto para o papai e mamãe e diga que estes itens eles não devem comprar de jeito nenhum.

Alerta para os adultos: caso vocês insistam e resolvam comprar algum item dessa lista, preparem-se para ouvir um belo e estrondoso "EU NÃO GOSTEI DISSO!". Afinal, as crianças também são bastante conhecidas pela sinceridade e verdade em suas palavras. Nós avisamos!

1. Atari: o console que você não deveria comprar

O Atari é um console que fez a alegria de muita gente. O modelo que provavelmente encantou gerações foi o 2600, aquele que possuí um joystick e uma carcaça preta com detalhes na cor marrom. O video game foi lançado no ano de 1977 na América do Norte, mas chegou ao nosso país em setembro de 1983, vendendo mais de 30 milhões de unidades no mundo todo.

As crianças de hoje, acostumadas a aproveitar os últimos títulos em um PlayStation 4, Xbox One e Wii U, provavelmente não gostariam muito de ganhar esse presente. O Atari 2600 não consegue rodar os jogos em Full HD (1920x1080 pixels) e provavelmente não conseguirá executá-los a 60 quadros por segundo. Portanto, se você quer se assegurar de que a criança vai gostar do console que você vai dar, é melhor partir para os video games da Sony, Microsoft e Nintendo.

2. Aquaplay: o primórdio dos tablets

Este brinquedo pode possuir diversos formatos: alguns aproveitam a brincadeira das argolas; já outros utilizam a ideia do futebol ou do basquete. Independente disso, o “meio” utilizado para jogar Aquaplay é sempre o mesmo: a água.

Pode ser que ninguém jamais tenha feito essa comparação, mas nós ousamos afirmar que esse brinquedo é a origem dos tablets. Afinal, a forma de interagir com ambos é bastante parecida. Porém, apesar dessa semelhança, sugerimos fortemente evitar esse tipo de presente. Provavelmente as crianças não vão achar tanta graça, e jogar Angry Birds, para elas, deve ser mais divertido.

3. Minigame: o protótipo de console portátil

Responda rápido: que console portátil você pode comprar e que vem com dezenas, quando não centenas (ou milhares), de jogos pré-instalados? Se a sua resposta foi PS Vita ou Nintendo 3DS, saiba que ela passou bem longe. Somente os minigames possuíam essa característica que os transformavam em uma plataforma de diversão praticamente infinita.

Apesar de tentador, as crianças provavelmente não gostariam de ganhar um portátil desses. O melhor mesmo é investir nos consoles da Sony e da Nintendo, caso você queira ver os pequeninos felizes.

4. Pense bem: um computador não muito inteligente

Esse dispositivo, visualmente parecido com um notebook, fez a alegria da garotada na década de 80. Com suas perguntas bem inteligentes, o Pense bem era capaz de apresentar desafios realmente difíceis para os juvenis da época, fazendo perguntas sobre história, geografia e matemática.

Porém, ele não faz mais do que isso. Chega a ser uma ofensa chamar esse aparelho de “computador”, já que ele não é muito inteligente. Mesmo que você desejasse presentar uma criança com um Pense bem, dificilmente conseguiria encontrá-lo para compra. Porém, se você achá-lo, não gaste o seu precioso dinheiro nele. Garantimos que a criança não vai gostar muito.

5. Telefone de lata: pagando pouco por um telefone

Pode parecer brincadeira, mas os telefones de lata têm uma vantagem suprema em relação aos smartphones e phablets vendidos atualmente: sua bateria dura para sempre. Tirando esse detalhe, esse produto perde em todos os quesitos para os dispositivos atuais.

Ele também é bastante barato, podendo ser confeccionado até mesmo pela própria garotada. Essa pode ser uma boa brincadeira de final de semana, mas não invente de dar um treco desses para ela em uma data tão especial como o Dia das Crianças.

--

E então, o que achou da nossa lista? Há mais algum item que você adicionaria a ela? Por acaso está pensando em presentar alguma criança com alguns desses objetos (não faça isso!)? Deixe a sua opinião no campo dos comentários!

E crianças, que tal compartilhar conosco o que vocês ganharam (se já ganharam) de presente neste dia 12 de outubro?

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!

--

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e TecMundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Ilustrações por: André Tachibana

Cupons de desconto TecMundo: