Nós não precisamos acordar às cinco da manhã para buscar lenha, que será usada para aquecer o fogão que nossa mãe utiliza para preparar o café — colhido e plantado por nossos familiares. Nós também não fazemos fogueiras para que possamos nos manter aquecidos. Mais que isso: não precisamos sair de casa para fazer cocô na casinha que fica no quintal. Mas a nossa geração também sofre: nosso celular pode cair na privada, oras!

É claro que esse não é o único problema que pode acontecer com os celulares. A “morte” dos portáteis assola a humanidade faz algum tempo, mas não são apenas os portáteis que sofrem com possíveis mazelas na história atual. Está curioso para conhecer alguns dos grandes males que podem fazer com que os seres humanos arranquem os cabelos e chorem por dias e dias? Azar o seu! MENTIRA! TÁ TUDO AQUI NESTE ARTIGO!

Portáteis na água

Os aparelhos eletrônicos estão cada vez menores — com exceção dos tablets, que hoje em dia já possuem versões com 7, 8, 9, 12, 15, 25, 42 e 75 polegadas —, o que facilita a portabilidade deles. Isso faz com que os consumidores precisem de menos força para levá-los na bolsa, na mochila ou mesmo nos bolsos. Dessa forma, eles também ficam muito mais sujeitos às quedas.

E isso envolve celulares caindo do bolso, tablets caindo das mãos, notebooks escorregando do colo... São imensas as possibilidades, que ainda contam com o auxílio daquela famosa e temida senhora: a Lei de Murphy. O parágrafo quinto dessa lei diz o seguinte: todos os seus aparelhos inventados depois de 1376 cairão ao chão, sendo que a chance de eles caírem na água é proporcional à necessidade que você tem em relação a eles.

O streaming da Copa

Se a sua faculdade não liberou você das aulas para assistir à Copa do Mundo — ou mesmo se você pode conferir as partidas no seu trabalho, por meio do streaming —, você já deve ter uma lista de pelo menos 12 sites que transmitem as partidas ao vivo. Isso pode ser por vídeo, por áudio ou então por meio de um serviço que mostra as atualizações em tempo real para que todos saibam o que está acontecendo.

Qualquer que seja a situação em que você se encaixa, pelo menos 86% das pessoas que estão ao seu redor também estão fazendo isso. Mas você deve saber que nem mesmo a internet de fibra ótica quântica sul-coreana é capaz de transmitir isso com 100% de qualidade. Em resumo: cada computador recebe as informações em um período diferente. Ou seja, você está vendo as seleções entrando em campo e já está dois a zero.

Farelo no teclado

É normal vermos alguém comendo perto do computador. Pode ser salgadinho, pode ser doce importado, pode ser salada com molho inglês e pode ser sanduíche de macarrão com feijão frio e refrigerante de cupuaçu... Não importa o que você está comendo! Não importa mesmo! Vai cair farelo de comida no seu teclado — mesmo que você esteja distante, o vento vai levar a sujeira até lá!

Tela de titânio? Não é páreo para você

Outro problema bem evidente da nova era está na fragilidade das telas utilizadas nos eletrônicos. As fabricantes se empenham em fazer displays mais resistentes e que possam proteger os aparelhos mesmo em casos de colisão contra bombas atômicas equipadas com toneladas de explosivos e ogivas nucleares mais poderosas do que a raça humana jamais imaginou, mas nada é suficiente.

Isso porque os duendes malignos responsáveis por acabar com as suas alegrias são muito mais poderosos! A tela pode suportar até 145 toneladas de impactos, mas ela jamais vai suportar uma zoeira de duende! A queda é de apenas 5 centímetros, mas seu aparelho será quebrado em 15639523 pedaços.

“Mas TecMundo!  O celular do meu vizinho caiu do quinto andar e ainda está funcionando!” Sim, isso é verdade! Mas a mãe dele sobreviveu ao impacto?

OS ILLUMINATI TAMBÉM SÃO UM PROBLEMA DA NOVA ERA?

Não são não!

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro "Erro 404", publicado semanalmente no Baixaki e Tecmundo com o objetivo de trazer um texto divertido aos leitores do site. Algumas das informações publicadas aqui são fictícias, ou seja, não correspondem à realidade.

Cupons de desconto TecMundo: