Em março deste ano, o presidente do conselho administrativo da Alphabet e ex-CEO da Google, Eric Schmidt, foi flagrado usando um iPhone. O fato gerou muitas discussões, além das já esperadas zoações e a fúria de muitos fãs da Google.

Meses depois, Schmidt se cansou das perguntas e resolveu admitir: sim, ele é dono de um smartphone da Apple. A "revelação" aconteceu na Startup Europe Fest, em Amsterdã, durante uma fala do executivo.

Só que ele também foi enfático ao dizer que, apesar de ser dono de um iPhone 6s, ele prefere um produto com Android. "O Samsung [Galaxy] S7 é melhor, tem uma bateria melhor. Estamos claros? E aqueles que são donos de iPhone sabem que isso é verdade", afirmou.

O "flagra" que fez Schmidt admitir o uso do smartphone da rival.

Fofoca ou caso grave?

Por enquanto, Samsung, Apple e Google não comentaram oficialmente a resposta do executivo. Será que isso vai gerar uma guerra de indiretas entre as empresas? Vale lembrar que Schmidt já fez parte do conselho de diretores da Apple — ele ficou no cargo de 2006 até 2009, quando saiu por vontade própria ao ver que a competição entre as empresas estava crescendo e que isso geraria conflito de interesses.

E a questão de Schmidt tem um tom de brincadeira, mas é um tema a se discutir: afinal, pega mal para o chefe de uma empresa ser flagrado usando um produto concorrente?

Cupons de desconto TecMundo: