(Fonte da imagem: Reprodução/Cabelomaníacos)

O Brasil é condizente com a sua classificação de “país tropical”: quente, abafado, com um verão dos mais rigorosos. Prova disso é este forno no qual estamos vivendo nos últimos dias. Em pleno calor do Saara, é natural que a seguinte constatação surgisse: o aumento do consumo de energia no país.

O calor intenso fez com que o consumo de energia elétrica batesse “apenas” dois recordes seguidos nesta semana. Nas últimas terça e quarta-feira, o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) apontou, em boletim divulgado ontem, que a energia elétrica atingiu novos picos de consumo.

De acordo com o relatório, o Brasil alcançou um pico de consumo de 82.306 megawatts às 15h30 da quarta-feira. A marca superou o recorde anterior, que era de 81.591 megawatts, número alcançado  às 15h21 da terça-feira.

Que calor, senhor

Somente neste ano, é a terceira vez que um recorde de consumo de energia é batido. Antes de terça-feira, o maior valor foi no dia 10 de janeiro, quando 79.962 megawatts foram registrados.

O motivo não poderia ser outro: esse calor infernal. Segundo o ONS, as altas temperaturas teriam provocado o aumento de consumo de energia principalmente nas capitais das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com destaque para Rio de Janeiro e Porto Alegre.

E não para por aí, não: o ONS alertou que o consumo de energia elétrica deve aumentar em pelo menos 4,3% ainda este ano. Quantos banhos você tem tomado por dia?

Cupons de desconto TecMundo: