AmpliarTorre de energia solar no deserto do Arizona será a segunda construção mais alta do planeta. (Fonte da imagem: Divulgação / EnviroMission)

Uma torre de energia solar que será construída no meio do deserto do Arizona, nos Estados Unidos, terá impressionantes 792 metros de altura e será o segundo edifício mais alto do mundo, perdendo apenas para os 828 metros do Burj Khalifa, em Dubai. Para servir de comparativo, o Empire State Building, uma das construções mais famosas dos EUA, mede “apenas” a metade da nova torre.

A chaminé gigante, que é a torre de energia solar, será o caminho de passagem de ar aquecido pelo sol e movido por turbinas para gerar quantidades enormes de energia natural e limpa, pois, de acordo com o presidente da EnvironMission, empresa responsável pelo projeto, a planta de energia não usa água.

Segundo o jornal britânico DailyMail, estimativas dão conta de que mais um 1 milhão de megawatts hora serão produzidos pela torre gigante, energia suficiente para abastecer 150 mil casas. Embaixo da chaminé, está uma estufa também de tamanho impressionante, medindo mais de 3 km diâmetro.

Ainda de acordo com a construtora, o projeto vai custar US$ 700 milhões e deve gerar 1,5 mil empregos entre engenheiros e operários. A EnviroMission já teria, inclusive, assumido um acordo com a companhia de energia do Estado da Califórnia para fornecimento de energia pelo período de 30 anos.

O projeto vira realidade após a construção de um protótipo menor na Espanha, e a escolha do local se deu devido à grande exposição solar da região, bem como a sua proximidade com linhas de transmissão dos Estados do Arizona e da Califórnia. Caso o projeto atual corra de maneira bem-sucedida, a EnviroMission deve construir novas unidades do gênero no México, na Índia e na Austrália, além de outras megatorres no próprio Arizona.

Cupons de desconto TecMundo: