Sustentabilidade e busca por novas maneiras de explorar os recursos naturais têm sido constantes em projetos de várias startups espalhadas pelo globo. Eis uma nova pequena empresa húngara que pode fazer a diferença: a Platio pretende colocar painéis solares em inúmeros tipos de superfícies e já começa por passarelas nas ruas.

“Os fundadores da Platio são amigos de infância e entusiastas da tecnologia favorável ao meio ambiente”, conta Imre Sziszák, que forma ao lado de Micklós Ilyés e József Cseh o grupo de engenheiros e arquitetos responsáveis pelas bases moldadas em plástico, capazes de captar energia. O material escolhido pelo trio evita que o terreno quebre ou enrole facilmente.

O projeto também usa resíduos plásticos reciclados e começou há dois anos, em Budapeste. Até agora, já arrecadou US$ 70 mil em 150 m² de área comercializada e promete alçar voos maiores muito em breve: é uma das investidas bem-sucedidas no evento especializado em cidades inteligentes Smart City Expo e até mesmo aparece como alternativa literalmente mais ensolarada à tradicional pavimentação cinza de asfalto.