Durante um simpósio realizado pela Sociedade Americana de Engenheiros Mecânicos, uma Equipe do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) apresentou um projeto no mínimo peculiar: um reator nuclear ancorado no mar, imune desse modo a terremotos e tsunamis.

O projeto, criado pelos professores Jacopo Buongiorno, Michael Golay e Neil Todreas descreve um gigantesco reator nuclear flutuante que seria ancorado no mar da mesma maneira como uma estação petrolífera a alguns quilômetros da costa. Com a energia produzida, seria possível então abastecer as cidades costeiras da região.

O site Gizmodo lembra que esta ideia não é exatamente nova, com projetos do tipo tendo sido apresentados desde a década de 1970, ao mesmo tempo em que a Rússia já está montando o seu próprio reator flutuante. Contudo, o projeto do MIT traz algumas mudanças bastante interessantes para garantir a segurança do projeto.

Uma delas é  o fato de este reator ser ancorado, o que o protegeria dos efeitos de terremotos e tsunamis. Além disso, o projeto do MIT aproveita as águas geladas do oceano em volta do reator como uma fonte praticamente infinita de refrigeração. De acordo com Buongiorno, a refrigeração poderia ser realizada passivamente, sem necessidade de algum tipo de intervenção, uma vez que o compartimento do reator estaria submerso.

Cupons de desconto TecMundo: