A Dinamarca foi uma pioneira na geração de energia eólica, então não é surpresa que ela tenha batido um novo recorde mundial para produção de energia a partir de turbinas de vento, chegando a 39,1% do total da demanda de eletricidade do país em 2014. 

As primeiras turbinas eólicas da Dinamarca foram instaladas na metade da década de 70, porém, apenas nos últimos 10 anos, a produção de energia quase dobrou, passando de 18,8% do total de energia elétrica a 39,1%. O país tem planos ambiciosos para se tornar cada vez mais sustentável, abandonando o uso de combustíveis fósseis e adotando fontes renováveis.

Problemas

Infelizmente, a eletricidade só representa cerca de 10% do total do uso de energia da Dinamarca, que ainda é dominado por combustíveis fósseis. Entretanto, isso tende a mudar, e há uma estimativa de que pelo menos o uso do carvão deve diminuir cerca de 57% entre 2012 e 2020.

Motivação e objetivos a longo prazo

O investimento nessa área se deve ao país ter um objetivo a longo prazo de ter pelo menos 50% da eletricidade gerada através de recursos renováveis até 2020 e de extinguir o uso combustíveis fósseis até de 2050.

Apesar de a Dinamarca ser um país pequeno e não ser capaz de acabar com o aquecimento global sozinha, ela tem metas ambiciosas para usar mais fontes renováveis de energia, e uma iniciativa como esta é louvável independentemente do tamanho do país.