Energia eólica

56 notícias  publicadas

A energia eólica corresponde à transformação da energia do vento em energia útil, podendo ser utilizada através de tecnologias como: aerogeradores para produzir eletricidade, moinhos de vento para produzir energia mecânica e velas que impulsionam veleiros. Dessa forma, pode-se dizer que se trata de uma alternativa sustentável em relação aos combustíveis fósseis.

O sistema mais comum de energia eólica são os parques eólicos, um conjunto de centenas de aerogeradores individuais que são ligados a uma rede de transmissão de energia elétrica. Esses, podem ter dimensões diferentes e serem alocados em áreas diversas. Uma forma comum é instalar tais parques em regiões costeiras, mesmo com custos mais altos, já que o vento é superior e mais estável nesses locais do que em terra, e há um menor impacto visual.

Vale dizer, ainda, que a produção de energia eólica era responsável por cerca de 2,5% da eletricidade global em 2010, tendo apresentando uma taxa de crescimento de aproximadamente 25% ao ano desde então. Atualmente, faz parte da infraestrutura elétrica de mais de 80 países, podendo representar até 1/4 da produção de energia em alguns deles.

Como funciona a energia eólica

Como mencionado, para aproveitar a energia cinética do vento e convertê-la em energia elétrica, é preciso um aerogerador. Então, é predominantemente através desse sistema que funciona a energia eólica. Há algumas exigências para a efetivação do processo, como a necessidade de posicionar os aerogeradores em direção ao vento e, especialmente, em áreas que o vento seja constante e estável. Feito isso, as correntes de ar colocam em funcionamento as três principais partes desse equipamento:

  • rotor — ele é composto por três pás e um cubo que as une, sua função é captar a força do vento e convertê-la em energia mecânica de rotação;

  • caixa multiplicadora — é unida ao motor por um eixo e sua função é elevar a velocidade de giro de 30 rotações por minuto (rpm) até 1500 (rpm);

  • gerador — é o responsável por converter a energia mecânica de rotação em energia elétrica.

Mesmo funcionando individualmente, todos os aerogeradores de um parque eólico são unidos entre si por cabos subterrâneos. Assim, esses cabos levam a energia elétrica até uma subestação de transformação, de onde ela será transportada para casas, fábricas, escolas ou outros lugares, por meio das redes de distribuição das companhias elétricas.

Tipos de energia eólica

Há dois tipos de energia eólica, que variam em função do local onde estão os aerogeradores:

  • energia eólica onshore — produz energia elétrica a partir do aproveitamento do vento dos parques eólicos localizados em terra;

  • energia eólica offshore — corresponde à fonte de energia obtida ao aproveitar a força do vento produzida em alto mar. Nesse caso, são desenvolvidas megaestruturas assentadas sobre o leito marinho, com o auxílio de inovações técnicas de ponta.

Principais vantagens

Não há dúvidas de que a energia eólica oferece muitos benefícios por ser uma fonte sustentável e que minimiza o impacto das mudanças climáticas. Suas principais vantagens são o fato de ser uma fonte de energia limpa, inesgotável, barata e de baixo impacto.

Também é preciso considerar que esse sistema cria empregos verdes, uma vez que, segundo a Agência Internacional de Energias Renováveis (IRENA), a energia eólica já emprega mais de 1,2 milhão de pessoas ao redor do mundo, com enorme potencial de crescimento constante.

Ver mais notícias

PUBLICIDADE