Se alguma vez você já trabalhou em uma grande empresa e teve que procurar por algum documento específico dentro de servidores ou já entrou em algum site e não conseguiu encontrar o conteúdo que procurava, então sabe como um sistema eficiente de buscas pode fazer falta nessas horas. Foi pensando nesse tipo de situação que a Google resolveu usar sua experiência nesse assunto para criar algumas soluções para o mercado corporativo.

A primeira delas, o Google Site Search, é voltada justamente para páginas da internet e consiste basicamente de implantar os algoritmos da gigante das buscas para que eles lidem com mais eficiência com as pesquisas feitas no seu site. Já a segunda, o Google Search Appliance, envolve tanto elementos de hardware quanto de software para indexar e facilitar a pesquisa por documentos, relatórios e arquivos nos servidores de grandes companhias.

Observando o mercado brasileiro, a Google notou o potencial do país e passou a investir para trazer essas ferramentas para o Brasil. Conversando com Rafael Cichini, CEO da Just Digital – uma das únicas agências patenteadas pela companhia de Mountain View para implementar a plataforma por aqui –, o TecMundo pode saber um pouco mais sobre as vantagens e custos de fazer sua empresa ter um Google só dela.

Mais tempo para o que importa

Segundo Cichini, a solução corporativa melhora consideravelmente os resultados das buscas feitas no banco de dados das empresas e aumenta a produtividade dos funcionários. Além disso, as buscas facilitadas dão aos empregados mais poder de decisão, já que os materiais necessários se tornam mais acessíveis – e é possível programar o sistema para que informações mais sensíveis sejam encontradas apenas por quem deve ter acesso a elas.

Após fechar o negócio para a implementação do Site Search ou do Search Appliance em um site ou em uma companhia, os empresários não terão que se preocupar com dificuldades que poderiam vir das mudanças. Com a primeira ferramenta, basta que os especialistas da autorizados pela Google insiram os scripts relevantes para que o sistema se use o poder da nuvem para otimizar os resultados das pesquisas.

Já a implementação do Search Appliance envolve um projeto mais complexo, que inclui o estudo das necessidades de cada empresa antes do envio de uma equipe de desenvolvedores, que vão iniciar um processo contínuo para gradualmente permitir buscas melhores e mais abrangentes nos seus servidores. Esse time também fica responsável por treinar os membros da área de TI da empresa e de fornecer suporte quando necessário.

Custos do sucesso

De acordo com Cichini, os preços da implantação desses produtos variam com base em certos elementos. No caso do Site Search, o valor depende da quantidade de resultados que poderão ser alcançados por meio das buscas, que podem chegar a 3 milhões por ano. Já para o Search Appliance, os custos variam de acordo com a quantidade de documentos, dados e arquivos a serem indexados, que podem ir de 500 mil até 30 milhões.

Como o sistema de buscas funciona de forma muito similar à que já conhecemos no Google comum, Cichini ressalta que não há necessidade de treinar os funcionários das empresas para utilizar o sistema de pesquisa. No entanto, existe a opção de realizar workshops para que os empregados aprendam como preparar documentos futuros de maneira que eles se tornem mais fáceis de encontrar depois.

Hoje, algumas empresas famosas já utilizam as soluções da Google em seus sites e dentro de seus escritórios. A operadora telefônica TIM, por exemplo, implementou o Site Search em todo seu website, de forma que as buscas lá feitas utilizam o sistema da companhia de Mountain View. Já a Claro, a TV por assinatura Sky, a Secretaria de gestão do Estado de São Paulo e a Ambev optaram por adotar o Search Appliance, melhorando as pesquisas internas.

Cupons de desconto TecMundo: