A Shell Oil e a Heavy Industries estão construindo o maior objeto flutuante do mundo na Coreia do Sul. Chamado de Prelude, ele servirá como uma refinaria de gás natural e fará todo o processo de ancoragem, extração, processamento, refinação e liquidificação.

Esse monstro dos mares tem dimensões realmente impressionantes. São quase 500 metros de comprimento e 75 metros de largura. Para suportar todo esse tamanho, foram utilizadas mais de 260 mil toneladas de aço — para entendermos melhor, é mais aço do que a construção original do complexo do World Trade Center utilizou.

A compilação de GIFs que você vai acompanhar foi um trabalho do pessoal do Gizmodo US, que compilou os melhores momentos do vídeo.

O processo de montagem desse leviatã foi fotografado e filmado pelo The New York Times. A informação divulgada pelo jornal ainda informa que o volume de gás natural produzido pelo Prelude será mais do que necessário para suprir Hong Kong por um ano.

As dimensões do navio também impediram que o fotógrafo Stephen Mallon captasse as imagens em pouco tempo, então foram necessários dois dias e milhares de fotos para registrar o Prelude.

Alguns ambientalistas podem ficar preocupados com a construção desse navio. Contudo, de acordo com a Shell Oil, ele é mais amigável ao ambiente do que as usinas em praias e plataformas no mar. Isso porque não há canos para todos os lados, estuários em perigo e riscos de explosões bem maiores devido ao gás ser natural — sobre canos, a embarcação possui 450 quilômetros deles.

O Prelude ainda foi projetado para encarar as ondas mais altas e violentas. Seu motor não tem nada menos de 6.700 cavalos de força para ajudar nas manobras e locomoção. 

Apesar de o estarmos chamando de navio, não é dessa maneira que os executivos da Shell se referem ao monstro dos mares: a palavra utilizada é "instalação". Melhor ainda, "Prelude F.L.N.G.", siglas que significam Floating Liquefied Natural Gas (algo como flutuante de gás natural liquefeito).

Como vocês podem ver no GIF acima, o Prelude conta com cabos de aço imensos que o ajudam a ficar parado em algum ponto do mar. E eles precisam ser bem fortes para aguentar todo o peso do navio por longo tempo enquanto o processo é feito. No GIF, podemos ver um desses cabos se rompendo após uma pressão de 2.500 toneladas de peso.